Nuna

Nuna
Nuna | Foto : Reprodução

Nuna Livhaber, nascida em 1995, é ativista interseccional, revisionista e artista multidisciplinar. 

A luta antirracista, classista, misógina, capacitista, queerfóbica e xenofóbica, assim como os direitos dos animais e a proteção do planeta são o seu maior foco. 

O seu trabalho tem por base o afrofuturismo e criações multidisciplinares representativas, empoderadas, diversificadas e inclusivas. 

Nuna acredita também que uma das funções da cultura e do artista é dar voz ao progresso social, portanto o seu trabalho de ativismo e revisionismo estão também interligados ao artístico.

Em 2019 foi notícia pela estreia da peça “I Will Tell You in a Minute” no teatro The Cockpit, em Londres. A peça, integrada no festival de teatro Voila! Europe, foi escrita, produzida, dirigida e co-interpretada por Nuna.

Foi através do Instagram que Nuna começou a partilhar conhecimento sobre o racismo e a luta antirracista em Portugal, na mesma altura em que a morte de George Floyd levou à mobilização global pelo antirracismo, incentivada também por uma situação de discriminação vivida por uma amiga. O primeiro vídeo, que fez em jeito de desabafo para os amigos, foi amplamente partilhado nas redes sociais.

Nuna tornou-se assim uma das vozes mais populares nestas questões, com consequentes vídeos a serem publicados cada vez que sente a necessidade de lançar um alerta social.

Em 2022, lançou o livro infantil  “Aventureira Marielle e o dia da fotografia”, onde trata a problemática racial relacionada com o cabelo crespo, através da história de uma menina orgulhosa do seu afro, até ao dia em que alguém lhe diz que, para o dia da fotografia na escola, tem de pôr o cabelo lindo e arranjado.